Resultados do voluntariado ISS de 2020

Embora 2020 tenha sido um ano atípico e muito desafiador, a dedicação e amor dos voluntários ISS Brasil pelas aves limícolas nos trouxeram gratas surpresas. Tivemos um aumento no número de voluntários ISS e também registros muito importantes para o ano!


ISS Brasil em números

Ciência cidadã e aves limícolas caminham juntas!

Durante o ano, a batuíra-de-bando (Charadrius semipalmatus) foi a espécie limícola mais encontrada nos censos, seguida do quero-quero (Vanellus chilensis) e piru-piru (Haematopus palliatus).


Figura 1: Espécies mais encontradas nos censos realizados em  2020


Dentre os registros, foi possível observar um salto enorme no número de espécies migratórias monitoradas durante o ano, ressaltando a importância dos censos no Brasil e a relevância dos dados em escala global.


Figura 2: Percentual de espécies limícolas migratórias mais encontradas em 2020


Além disso, 4 espécies migratórias ameaçadas foram avistadas e contadas durante os censos, sendo 2 criticamente ameaçadas: maçarico-de-papo-vermelho (Calidris canutus) e maçarico-de-costas-brancas (Limnodromus griseus); 1 em perigo: maçarico-rasteirinho (Calidris pusilla); 1 vulnerável: maçarico-acanelado (Calidris subruficollis). Tivemos também 1 espécie residente, a batuíra-bicuda (Charadrius wilsonia) que encontra-se vulnerável.


Figura 3: Número de indivíduos contados. Classificação de espécies ameaçadas segundo MMA, Plano de Ação Nacional para Conservação das Aves Limícolas Migratórias -  portaria nº 491, de 10 de setembro de 2019.



REGISTRO ESPECIAL

Batuíra-de-peito-tijolo (Charadrius modestus), ave limícola migrante do Hemisfério Sul observada pela Karina Anahi Esparza na cidade de Peruíbe, São Paulo. Veja a foto no eBird.



DESTAQUES DO ANO

Agradecemos ao Bruno França, Marcelo Barbosa e Karina Avila pela dedicação e amor pelas aves limícolas! Todo esforço de ir a campo e manter os acompanhamentos frequentes refletiu em dados valiosos para os três sítios monitorados, sendo estes os estados do Rio Grande do Norte, São Paulo e Tocantins.



QUAL A IMPORTÂNCIA DO MONITORAMENTO CONTÍNUO DAS AVES LIMÍCOLAS?

Com o tempo, os acompanhamentos regulares por meio de esforços coletivos nos ajudarão a responder uma série de perguntas, como por exemplo, questões sobre o tempo de migração, quais são as rotas migratórias e locais importantes de parada, bem como, dados populacionais, como dinâmica de crescimento e distribuição das espécies em escala continental.

O objetivo principal é o monitoramento de aves limícolas a longo prazo, para que seja estabelecida uma linha temporal capaz de identificar o que está acontecendo com a população de aves limícolas residentes e migratórias.


POR QUE UTILIZAR O PROTOCOLO ISS DE OBSERVAÇÃO?

O protocolo ISS foi desenvolvido para auxiliar os colaboradores, mas também, para que os dados coletados fiquem padronizados e consistentes, de modo que sirvam de referência para serem utilizados em análises futuras.
Consulte o mapa, filtre o país e período desejado e veja que cada pontinho é um voluntário ISS que enviou listas no eBird utilizando o protocolo de observação ISS.


QUER APARECER NA SAVE?

Quer ver sua foto na SAVE Brasil Informa ou em nossas redes sociais? Então siga os passos abaixo e não deixe de compartilhar suas aventuras conosco!

  • Participe como voluntário dos censos
  • Mande suas fotos para limicolas@savebrasil.org.br 
  • Conte seu nome, idade, de onde você é, que área você monitora, qual o bicho que você mais gosta de observar e como começou a sua história com as aves e com o voluntariado ISS.

UM AGRADECIMENTO ESPECIAL A TODOS QUE FIZERAM A DIFERENÇA EM 2020!


Acima:

Bruno França | Natal, RN

Marcelo Barbosa | Palmas, TO

Gil Péres e Denilda Péres | Vitória, ES

Libicni Rivero | Guaratiba, RJ

Francisco Inciarte | Guaratiba, RJ

Paulo Oliveira | Guaratiba, RJ



Acima:

Albert Aguiar, João Menezes, Lyz Souza e Marco Silva | Cananéia, SP

Karina Ávila e Bruno Lima | Peruíbe, SP

Márcio Motta | Praia Grande, SP

Luciana Cruz | Cubatão, SP

Antônio Brum | Rio Grande, RS

ONG Aquasis | Icapuí, CE Diogo Lopes, RN