Mata Atlântica do Nordeste

Este Projeto faz parte do Programa Florestas

-

O projeto é desenvolvido em Murici (AL) e na Serra do Urubu (PE), duas áreas consideradas pela SAVE Brasil e BirdLife International como “Áreas Importantes para a Conservação das Aves e da Biodiversidade” (Important Bird and Biodiversity Area – IBA) e, portanto, prioritárias para a conservação. As áreas estão localizadas no Centro de Endemismo Pernambuco (a porção da Floresta Atlântica localizada a norte do Rio São Francisco) e juntas abrigam 16 espécies de aves endêmicas e globalmente ameaçadas de extinção. A SAVE atua na região desde o início dos anos 2000 com resultados positivos para a conservação destas áreas. Em 2001, a articulação com o governo federal resultou na criação da Estação Ecológica de Murici. Em 2004, a SAVE adquiriu uma área de 360 hectares na Serra do Urubu que, em 2011, foi reconhecida como Reserva Particular do Patrimônio Natural, a RPPN Pedra D’Anta (para visitar a Reserva clique aqui).


Objetivos:

Murici:

  • Garantir a efetiva implementação da Estação Ecológica de Murici;
  • Implementar as ações previstas no Plano Emergencial para Conservação da Choquinha-de-alagoas (Myrmotherula snowi), espécie criticamente ameaçada de extinção, a fim de garantir a conservação da espécie.

 

Serra do Urubu:

  • Fortalecer a proteção e o manejo da Reserva Pedra D’Anta;
  • Engajar os atores locais na conservação das aves e da Mata Atlântica da Serra do Urubu;
  • Incentivar a restauração florestal na paisagem da Serra do Urubu;
  • Fomentar a pesquisa científica na Reserva;
  • Desenvolver o ecoturismo como ferramenta para conservação e geração de renda para a comunidade local.

Parceiros:

Prefeitura Municipal da Lagoa dos Gatos , Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

 

Apoiadores:

  







Pintor (Tangara fastuosa). Foto: Ciro Albano