PROJETO JACUTINGA REALIZA SUA PRIMEIRA SOLTURA NA SERRA DA MANTIQUEIRA

No final de junho foi realizada a primeira soltura prevista pelo Projeto Jacutinga, em parceria com o ICMBio – APA Mananciais do Rio Paraíba do Sul.

Em março de 2016, um grupo de jacutingas provenientes do criadouro da CESP-Companhia Energética de São Paulo foi recebido no viveiro de reabilitação na Serra da Mantiqueira para iniciar a preparação pré-soltura. Durante 3 meses essas aves passaram por observações para traçar o perfil comportamental e treinamentos de alimentação e voo, reconhecimento de predadores, além de avaliações de interação social entre os indivíduos.

Finalmente, no dia 28 de junho ocorreu a primeira soltura de 9 jacutingas na Serra da Mantiqueira! Agora as aves estão sendo monitoradas com o uso de transmissores via satélite, idas a campo e através da participação da comunidade local incentivando a prática da observação de aves. Uma semana após a soltura, a equipe do Projeto recebeu notícias de um avistamento de jacutinga por um morador da região a quase 1 km de distância do viveiro de reabilitação! Esse indivíduo, conhecido como “Preta-direita” (devido a cor da anilha), foi observado perto da área de soltura somente 6 dias depois e estava junto com uma fêmea também reintroduzida. A equipe do projeto está empolgada com os resultados da soltura, pois as jacutingas parecem estar interagindo bem com o ambiente e não só a “Preta-direita”, como também os outros indivíduos estão sendo observados livres na floresta se alimentando de coquinhos de palmeira juçara (Euterpe edulis) entre outros frutos.

A jacutinga (Aburria jacutinga) está ameaçada de extinção e é considerada uma excelente dispersora de sementes, sendo capaz de se alimentar de 41 espécies de frutos da Mata Atlântica, colaborando na manutenção das florestas e dos sistemas hídricos.